Novas receitas

The Friday Buzz: Clevr Chai Tea, Cooking with Wool, and the Best Caramels Ever

The Friday Buzz: Clevr Chai Tea, Cooking with Wool, and the Best Caramels Ever

Aqui está nosso resumo de todas as coisas boas, bons conselhos e bons sentimentos. É a happy hour das postagens do blog! Nesta semana, estamos compartilhando nossos favoritos, incluindo (mas não se limitando a) Chá Clevr Chai, Cozinhando com Lã e os melhores caramelos de todos os tempos.

Bem-vindo ao The Friday Buzz, nosso resumo de todas as coisas boas, bons conselhos e bons sentimentos. É a hora feliz das postagens do blog! Nesta semana, estamos compartilhando nossos favoritos, incluindo (mas não se limitando a) Chá Clevr Chai, Cooking with Wool e Snowshoe & Co!

Os doentes atingiram a família Cash e atingiram com força. Blergh. Tudo começou uma semana antes do Natal e aos poucos nos levou para baixo, um por um, e conseguiu obter 7 de 8 de nós.

Aprendi a lutar muito, no entanto. Realmente difícil. Mama Cash NÃO tem tempo para ficar doente! Então, eu estoquei minha vitamina C, zinco e equinácea e bebo minha mistura especial duas vezes ao dia que é composta do seguinte: 2 colheres de sopa de vinagre de cidra de maçã, 2 colheres de sopa de suco de limão, 2 colheres de sopa de mel misturado em 8 onças de água e aquecido conforme desejado gostosura. (Eu sei, esses termos técnicos.)

Depois de aquecido, adicione uma pitada de canela e beba lentamente. Ou tente degustar o mais rápido possível, porque não é a melhor degustação, mas droga! Cada vez que eu bebo, acho que isso não vai ajudar em nada, mas com certeza ajuda! Faz o trabalho. Pode não me curar completamente (pode-se ter esperança, certo?), Mas me ajuda a melhorar rapidamente.

Agora estou voltando para você para ver quais são alguns de seus métodos testados e verdadeiros para lutar contra os doentes. Compartilhe! Diga!

E agora é hora de ver o que a Equipe Simply está compartilhando esta semana!

NOSSOS FAVORITOS DA SEMANA

  • Super lattes para o resgate! Megan nos convenceu de que essas misturas de chá chai são ah-labirinto porque ficam superespumantes (graças ao leite de aveia!) E têm muito baixo teor de açúcar e são como um pequeno sonho pela manhã.
  • Inspire a glória - Emma nos avisou sobre essas velas e eu quero comprar cada uma! Acho que vou começar com a vela da bebida amanteigada Wizardy primeiro!
  • Cozinhando com Lã (?) - Andy acha que esses vídeos são incríveis e todos concordamos em um milhão por cento. Além de inteligente!
  • Dez por cento mais felizes - Este podcast sobre alimentação intuitiva realmente bateu em casa com Emma à luz do nosso Desafio de redefinição de janeiro!
  • H2O de alta qualidade - Tenho tentado beber mais água e AMO esta garrafa de água! Cor bonita, mantém minha água fria e não vaza. Uau!
  • Snowshoe & Co - O verão nos apresentou a todos esses caramelos e estamos todos mais do que obcecados!

ENQUANTO NO INSTAGRAM

Temos mergulhado profundamente em nosso Desafio de redefinição de janeiro e adoramos ver todas as suas fotos! Você também pode acompanhar procurando #simplyreset! Tantas ideias maravilhosas e fantásticas. Seriamente. Todos vocês têm ótimas receitas por aí!

COMENTÁRIO DA SEMANA

Alex deixou O MELHOR comentário em nossa receita de bife de flanco frito rápido e fácil:

Isso é anônimo, certo?

Porque eu não quero que ninguém na vida real saiba que eu literalmente lambi a frigideira.

Isso estava tão delicioso. Eu poderia ter comido o bife inteiro sozinho (me contive, não se preocupe!). Fiz exatamente como está escrito, mas também adicionei algumas pitadas de molho inglês ao molho. Quem diria que o flank steak poderia ser tão incrível?

Sim, Anonymous Alex, bife de flanco PODE ser incrível!

Quer saber o que mais é incrível? O FIM DE SEMANA ADIANTE!

Saúde!


Sobre o autor

Matt Stone é um pesquisador independente em saúde, autor de mais de 15 livros e fundador da 180DegreeHealth. Ele é mais conhecido por suas pesquisas sobre a taxa metabólica e seu papel central em muitas condições de saúde, bem como por suas críticas às dietas extremas. Saiba mais inscrevendo-se para o seu eCourse Raising Metabolism grátis AQUI,? Que também inclui? ESTE LIVRO GRATUITO e inscrevendo-se no podcast 180DegreeHealth AQUI.


Terça-feira, 28 de novembro de 2017

Belas Adormecidas - Stephen King e Owen King

Sou fã de Stephen King de longa data, tendo lido tudo o que ele escreveu. Seus filhos, Owen King e Joe Hill também são escritores talentosos. A Bela Adormecida é um esforço conjunto entre pai e filho Owen.

Sleeping Beauties se passa em uma pequena cidade dos Apalaches, onde o maior empregador é a prisão feminina. Eu amo a esquisitice que se insinua nas pequenas cidades de King. Este não é exceção. À medida que as mulheres da cidade começam a adormecer, elas ficam cobertas por gavinhas brancas e transparentes. E uma vez que estão dormindo e cobertos, bem, eles não acordam. Se a cobertura for arrancada - digamos que não é bom para os homens. Há uma mulher que não tem problemas para acordar e dormir sem efeitos nocivos. Quem é a misteriosa Evie? À medida que mais e mais mulheres adormecem, os homens começam a entrar em pânico. eles estão prontos para um mundo sem mulheres?

Por um lado, Sleeping Beauties é um clássico conto de terror do Rei. Pegar algo tão inócuo como adormecer e correr com ele. Eu amo a visão lateral de King do mundo e os bolsões de irrealidade que ele imagina. Mas você também pode olhar para o livro com um olhar diferente - em um sentido de comentário social, se quiser. Direitos das mulheres, o abuso desses direitos, sexismo, violência e muito mais. Há também uma cobra em uma árvore e uma mulher chamada Evie. 'nuff disse. Há uma escolha a ser feita pelas mulheres no livro. (Sim, incluindo as travessas)

Eu escolhi ouvir Sleeping Beauties. Costumo dizer que ouvir um livro me envolve mais plenamente na história do que ler. Esse foi definitivamente o caso de Belas Adormecidas. A performer (porque ela fez mais do que narrar!) Foi Marin Ireland - e ela foi fantástica! Ela tem uma voz ousada, fácil de ouvir e muito, muito expressiva. Existem muitos personagens neste romance e ela criou inúmeras vozes, sotaques, tons e cadências para ilustrá-los. Sua interpretação do livro estava certa.

Quanto do livro é Steven e quanto é Owen? Você sabe, não é algo que eu já tentei discernir. Em vez disso, felizmente coloquei meus fones de ouvido por vinte e cinco horas de e se. e aproveitei cada momento disso. Ouça um trecho de Belas Adormecidas.


Como fazer um Smoothie de frutas vermelhas

Ok, este smoothie de frutas vermelhas não poderia ser mais fácil! Não se preocupe se você não tiver um liquidificador sofisticado, qualquer liquidificador bom servirá. No liquidificador, adicione as frutas vermelhas, gelo, iogurte grego, mel e suco de maçã. Misture até ficar homogêneo. Se você precisar parar e raspar as laterais, isso também ajudará. É tão simples e delicioso!

Dicas e variações para o melhor batido de frutas vermelhas

A melhor coisa sobre esse smoothie de frutas vermelhas é como ele é personalizável. Mude os ingredientes do jeito que você gosta! Deixe este smoothie de frutas vermelhas ainda melhor com essas dicas e variações rápidas.

  • Bagas misturadas: Você pode pular o gelo e usar frutas congeladas. Bagas congeladas são geralmente mais nutritivas porque são congeladas no pico de seu frescor. Quanto mais as frutas frescas descansam, mais nutrientes elas perdem.
  • Iogurte grego: Use iogurte grego desnatado para menos gordura, mas sem comprometer o sabor ou a cremosidade.
  • Suco de maçã: Se você não quiser o açúcar extra, pode substituí-lo por leite de amêndoa, água ou água de coco.
  • Adicione seus verdes: Este é um daqueles smoothies que adicionar espinafre ou couve a este smoothie é perfeito. As bagas escondem a cor verde para que os seus filhos ainda as bebam.
  • Adicione alguma proteína: Adicione uma colher de sua proteína em pó favorita para aumentar a proteína e nutrição.
  • Extras: Aumente a fibra e os nutrientes e adicione uma colher de sopa de sementes de chia ou farinha de linhaça.
  • Bananas Congeladas: Adoro adicionar uma banana congelada para aumentar a cremosidade, doçura e nutrição.

Mais ideias de café da manhã para levar

Mixed Berry Smoothies são um ótimo café da manhã para viagem quando estou com pouco tempo e tenho uma grande necessidade. Estes pequenos-almoços são rápidos e fáceis de preparar e óptimos para levar em viagem.

Mais bebidas para saborear e amar

Às vezes, o dia, a ocasião ou a celebração pedem uma grande bebida. Um copo alto da bebida perfeita pode ser o toque perfeito para a sua refeição. Eles podem ser quentes, frios, grossos ou finos. Quer seja para matar a sua sede, aquecê-lo ou completar uma refeição especial, uma bebida excelente pode fazer maravilhas. Eles podem ser doces e espumantes ou suaves e aveludados. Com uma ampla variedade de sabores e ideias, pode ser difícil saber por onde começar. Estas bebidas testadas e comprovadas podem ajudá-lo a começar quando está à procura da bebida perfeita.

Calorias 154 kcal (8%) Carboidratos 36 g (12%) Proteína 2 g (4%) Gordura 1 g (2%) Gordura saturada 1 g (5%) Colesterol 1 mg Sódio 15 mg (1%) Potássio 240 mg ( 7%) Fibra 3 g (12%) Açúcar 29 g (32%) Vitamina A 56 UI (1%) Vitamina C 4 mg (5%) Cálcio 38 mg (4%) Ferro 1 mg (6%)

Todas as informações nutricionais são baseadas em cálculos de terceiros e são apenas uma estimativa. Cada receita e valor nutricional irão variar dependendo das marcas que você usa, métodos de medição e tamanho das porções por família.


The Friday Buzz: Clevr Chai Tea, Cooking with Wool, and the Best Caramels Ever - Recipes

no sentido horário a partir da parte inferior esquerda: uvas Concord, ameixa Stanley, bagas incas e cerejas moídas (Physalis), bagas goji, framboesas Fall Gold.

Eu estava colhendo frutas para o almoço durante um intervalo na chuva e tirei algumas fotos de uma parte do quintal. As chuvas tornaram o jardim verde muito rapidamente. Estou lutando para colher, assar e conservar tomates antes que as chuvas continuem dividindo todos eles. O mesmo com as ameixas.

Ainda não é oficialmente outono, mas com certeza parece que esta semana. O frio da manhã quando cuido das tarefas do jardim é rápido para me lembrar que os dias restantes no jardim são relativamente poucos. Os vegetais e frutas do verão estão começando a murchar, mas tantos alimentos de outono estão chegando, estou inundado com produtos.

Sempre foi minha meta ter uma distribuição uniforme das safras de frutas ao longo do ano. O final de setembro não é exceção. Framboesas, uvas, ameixas tardias, maçãs, goji berries ainda estão fortes. Physalis (bagas incas e cerejas moídas) estão apenas começando a amadurecer, e os marmelos, nêsperas e kiwis não ficarão prontos por mais algumas semanas.

Aqui estão algumas fotos de uma pequena parte do jardim, como parece hoje & # 8211 exuberante e verde, mas começando a diminuir para o ano:

Parte do quintal e do galinheiro.

Mais do quintal e da casa dos patos.

Echinacea ainda está forte.

Quince estará pronto em algumas semanas a um mês.

Ruth com sua galinha favorita, Cookie.

Xarope de Sabugueiro Fresco

Uma das minhas atividades favoritas no outono é colher sabugueiro para fazer xarope de sabugueiro.

Eu tenho dois anciãos negros (Sambucus nigra) e um ancião azul (S. nigra ssp. Cerulea), e na maioria dos anos pode colher 40 libras ou mais de frutas desses três arbustos.

A maior parte das frutas pode ser alcançada do solo, mas eu tenho um podador para me ajudar a acessar os grandes cachos no alto.

Tivemos uma forte chuva que lavou todas as cinzas do incêndio florestal, então parecia um bom momento para colher a segunda rodada de frutas.



Eu deixei as aves fora de sua corrida, para que eles pudessem caçar vermes e insetos na cobertura morta encharcada pela chuva. Os patos não gostam de sabugueiro e as galinhas só limpam alguns. Eles preferem ir para os invertebrados ricos em proteínas que abundam no jardim sombreado.

Um dos anciões negros faz cachos menores do que o outro, mas cada baga individual no umbela é maior.

Todas as partes do sabugueiro contêm glicosídeos cianogênicos. As bagas contêm a menor quantidade, que se dissipa durante o cozimento. No entanto, caules, folhas e raízes contêm quantidades tóxicas. Os sabugueiros precisam ser removidos dos caules que os prendem em um cacho antes de serem cozidos. Mesmo os pequenos caules que mantêm os bagos unidos na sua forma de umbela característica devem ser removidos antes da cozedura.


As bagas mancham as roupas e a pele e podem ser difíceis de remover dos caules. Eu uso um garfo. Congelar as bagas primeiro pode facilitar também a sua remoção dos caules.

Depois que as bagas são desengaçadas, elas são lavadas para remover qualquer grão, insetos, teias de aranha e flores secas. Em seguida, preparo um lote de xarope fresco e congelo o restante em pacotes para fazer mais xarope durante o inverno. Já sequei no passado, mas sinto que o congelamento preserva melhor o sabor e a nutrição.

Eu tomo xarope de sabugueiro regularmente durante a temporada de resfriados e gripes & # 8211 puro, mexido em chá quente ou mesmo misturado com água com gás. O sabugueiro contém quantidades muito elevadas de vitamina C e é rico em vit A, ferro, B6 e potássio. Eles são uma fonte de alimentação nutricional e me sinto muito privilegiado por poder cultivá-los em casa, onde posso controlar como a fruta é produzida. As bagas e plantas nunca são pulverizadas. Os arbustos são alimentados com minerais em pó de rocha, esterco orgânico de aves, minhocas, confrei e chá composto. Eu sei que estou alimentando o solo para que a planta possa se beneficiar e produzir para mim os frutos mais nutritivos possíveis.

Se você for local e estiver interessado em um pouco de meu xarope de sabugueiro totalmente orgânico, verifique o formulário de pedido AQUI (os detalhes estão no formulário). Eu estarei fazendo um lote que estará pronto para retirada (ou entrega em Oaks Park para o pessoal do derby) em 27 de setembro. Como eu tive problemas com pedidos de pessoas e não paguei no passado, vou receber o pagamento antes Eu faço um lote desta vez.

Se você tiver alguma dúvida sobre o cultivo de idosos ou a fabricação de xarope, sinta-se à vontade para enviar um e-mail para [email protected] ou deixar um comentário abaixo. Obrigado!

Cultivo de cogumelos - Winecaps

Sim, ainda há jardinagem para fazer em fevereiro! Hoje, estávamos plantando a semente do cogumelo morel sob as macieiras, e esta tarde, comecei a me preparar para plantar o delicioso cogumelo Winecap ao redor do jardim. Aqui está um vídeo que fiz sobre Stropharia, e algumas dicas para ter sucesso no cultivo deste delicioso cogumelo gourmet em seu jardim.

Se você ainda não teve a chance, não se esqueça de se inscrever no meu canal no youtube!

Chá e um Visitante

Um dos rituais favoritos dos meus filhos é o chá da tarde. Costumávamos tomar um chá da tarde às quintas-feiras, mas conforme as crianças cresceram e suas necessidades mudaram, passamos a tomar um chá da tarde casual em qualquer dia da semana que eles queiram sentar e tomá-lo.

George inevitavelmente quer tomar chá todos os dias, quer seus irmãos o desejem ou não. Ele adora pegar a porcelana e seu chá de menta favorito e se sentir muito crescido.

Com o nosso chá, comemos a última das peras Seckel da nossa árvore e a primeira das nêsperas (bem, gostei delas. George não estava tão entusiasmado. Ele gostou das peras & # 8211 não acho que ninguém pode resistir a uma pêra cujo sabor corresponda ao seu apelido, & # 8221pêra açúcar & # 8221.)

Enquanto George apreciava seu chá, Hal se aconchegou com nosso hóspede favorito: Annabelle, o papagaio Pionus. Ela é o papagaio de temperamento mais doce e gentil que eu já conheci (e eu conheci muitos papagaios). Ela tem um comportamento muito calmo e gosta de sair com as crianças, embora pareça preferir Hal a todos os outros & # 8211, o que é uma coisa boa, porque ele absolutamente a adora.

Uma coisa que eu realmente gosto na hora do chá é que posso sentar e tricotar enquanto George e eu batemos um papo. Hoje eu terminei um chapéu remanescente enquanto estávamos saindo. Parece que tenho muitas bolinhas de vários tons de cinza e amarelo no peso penteado e fiz alguns chapéus com listras cinza e amarelas & # 8211 Eu realmente gosto da combinação. Eu agora trabalhei com todas as minhas vantagens e desvantagens cinza e George me pediu para fazer para ele um chapéu de algodão com vermelho nele, para que seja o próximo na lista de projetos de tricô. (Eu também tenho um xale nas agulhas, mas geralmente gosto de um projeto fácil e sem sentido para recorrer ao mesmo tempo, e chapéus ou meias sempre combinam com isso.)

Eu estarei de volta amanhã para Ginny & # 8217s Yarn Along.

Cassis Shawlette

O Cassis Shawlette está fora das agulhas e bloqueado. Fiz algumas alterações no padrão e estou extremamente satisfeito com os resultados.

O fio é Malabrigo laceweight que comprei há muito tempo e não consigo me lembrar do colorway. Combina muito bem, e eu adoro o halo difuso e o loft na peça acabada. O fio é extremamente macio e ótimo para trabalhar. Usei cerca de 3/4 de uma meada para o xale e posso fazer algumas botinhas de bebê com os restos.

Juntando-se a Ginny para seu Yarn Along hoje, onde compartilhamos o que estamos tricotando e lendo. Neste fim de semana, estarei apresentando um torneio derby masculino em Eugene, então hoje estou tentando me envolver nas tarefas da casa e me aconchegar com as crianças. Não tive muito tempo para ler, exceto por uma hora antes de as crianças se levantarem esta manhã. Eu li um pouco mais em Robert Harrison & # 8217s Jardins: um ensaio sobre a condição humana.

Estou ansioso para acompanhar as postagens de todos os outros & # 8217s no Yarn Along quando eu voltar no domingo à noite.

Espero que você tenha um fim de semana maravilhoso!

Kit Poção Mágica

Estamos agachados em casa hoje graças ao clima. Todos os treinos de derby e jogos amistosos foram cancelados por causa das tempestades de vento e inundações em Portland. Todos os meus grandes projetos de jardins para a tarde estão igualmente em espera. Mas hoje encontramos muito para nos manter ocupados na hosue.

Hal dá uma festa de aniversário para um amigo próximo de seu programa ReWild Nature Immersion, e eu perguntei a ele o que seu amigo poderia querer de aniversário. Ele respondeu, & # 8220Carmine & # 8217s realmente no Minecraft, e eu acho que um kit de poção mágica seria um presente legal. Vamos torná-lo um kit estilo ReWild, ok? & # 8221

Todo kit de poção mágica precisa de algo para moer os ingredientes. Começamos com um conjunto de almofariz + pilão de madeira que encontrei online. Nós o polimos com um pouco de nosso polonês de cera de abelha e começamos a encontrar ingredientes para poções que pudessem ser moídos nele.

George ajudou a embalar flores secas (calêndula, lavanda) e ervas em potes de comida para bebês (eu comprei um monte no Freecycle para as crianças & # 8217 projetos de artesanato).

Adicionei resina de mirra doce (Opoponax, da Somália), que tem um cheiro incrível e é divertida de moer.

Eu forrei uma caixa de madeira modesta com algum tecido de erva-doce cortado para caber, então Hal ajudou a organizar os potes de ervas e flores e mágicos-doo-dads e frascos conta-gotas e embrulhar tudo.

Eu sei que Hal estava muito orgulhoso de seu presente feito em casa e espero que Carmine goste do kit acabado e ele tenha a chance de criar todos os tipos de projetos e poções mágicas complicadas!

Receita de bolinho de banana com gergelim

Depois de um longo fim de semana de derby, tivemos um dia de PJ na Baker House hoje para recuperar o atraso e nos recuperar um pouco.

As crianças mais novas passaram a maior parte da manhã continuando a ouvir Harry Potter e o Cálice de Fogo no CD do livro, enquanto eu pegava um pouco mais da fronteira para o meu Cassis Shawlette concluído. Comecei este xale há muito tempo, estraguei-o e reiniciei depois de fazer algumas alterações. Até agora, não é a malha mais emocionante, mas eu nunca fiz um xale com esse tipo de construção antes (tricô na borda vertical e depois o corpo do xale foi levantado na borda longa), então eu queria dar uma tentativa.

Entre as tarefas domésticas e o tricô, consegui cerca de 4 horas inteiras de trabalho no quintal, poda de uvas, limpeza de outono e coisas do gênero. Fiz um vídeo mostrando parte do trabalho que venho fazendo no jardim da frente enquanto leio para dar um ciclo em três canteiros anuais para associações de frutas perenes como parte de nossa pequena floresta de alimentos no quintal da frente. Você pode ver aqui.

Uma das árvores que menciono brevemente nos vídeos é a papaia. Às vezes é chamada de banana do Arkansas e 8211, nativa do leste dos Estados Unidos, e é uma fruta pela qual adoro. Embora não tenha patas por alguns anos se as plantar neste outono (elas têm uma vida útil extremamente curta e não estão disponíveis comercialmente). Em produtos de panificação, mamões e bananas são intercambiáveis.

Como eu tinha bananas maduras no balcão e ansiava por mamões, fiz muffins de banana. Não é o mesmo, mas ainda assim saboroso. Aqui está minha receita favorita de muffin de banana, e aquela que as crianças sempre pedem. Nós os comemos para o almoço e novamente para o lanche da tarde. As sobras ficarão bem para o café da manhã de amanhã.

Esta receita usa tahine e farinha de espelta, ambos com uma delicada qualidade de noz que combina muito bem com a banana. Se você não tiver farinha de espelta, poderá substituí-la por trigo integral.

Muffins de banana com gergelim

Faz 24 muffins padrão

1 Pré-aqueça o forno a 400F. Forre 24 forminhas de muffin com papel ou unte bem

2 .. Combine os seguintes ingredientes úmidos em uma tigela não reativa:

3 ovos de galinha ou 2 ovos de pato, ligeiramente batidos

⅛ C óleo de coco + ¼ C tahini derretido e resfriado

3 bananas médias, descascadas e amassadas

3. Em uma tigela separada, peneire os seguintes ingredientes secos.

farinha não branqueada com ¾ C insuficiente

4. Em seguida, dobre seguindo os suplementos aos ingredientes secos:

¼ C de aveia de cozimento rápido OU coco torrado sem enxofre / sem açúcar

5. Agora dobre os ingredientes secos no molhado, tomando cuidado para não misturar demais. A massa ficará irregular. Quando combinado, dobre em:

Em uma tigela pequena, combine: ⅓ C sementes de gergelim misturadas com ½ C de açúcar turbinado

5. Encha cada xícara de muffin com pelo menos 3/4 de massa e polvilhe com a mistura de açúcar de gergelim por cima. Asse a 400F por aproximadamente 20-23 minutos ou até que os muffins estejam dourando por cima e defina no meio.

Uma manhã dentro de casa

Hal está no programa ReWild & # 8217s Nature Immersion às sextas-feiras. É o ponto alto de sua semana. Ele pode correr ao ar livre o dia todo, aprender habilidades primitivas e se envolver em muitas brincadeiras imaginativas com seus amigos. Ele chega em casa cansado, sujo e muito, muito feliz.

Não é apenas um benefício para ele: em uma casa com muitos filhos, mandar apenas um filho passar o dia oferece muitas vantagens. Não só lhe proporciona uma aventura separada dos irmãos, mas também reduz em uma parte significativa o conflito, a bagunça, o barulho, etc. na casa. E considerando que a resolução de conflitos entre irmãos normalmente compreende a maior parte dos meus & # 8220 pais & # 8221 ultimamente, sexta-feira é um dia pelo qual eu estava ansioso também. Realizo muito às sextas-feiras, ao mesmo tempo que tenho uma manhã tranquila e pacífica.

Eu tenho um pão de espelta de gergelim assado esta manhã. Tem 2 xícaras de farinha não branqueada e 1 xícara de espelta, por isso demora mais para crescer, mas eventualmente vai crescer. É muito menos denso do que um pão de espelta, com o sabor de nozes da espelta ainda aparecendo.

Enquanto o pão crescia, eu trabalhei em um par de meias mix-n-match top-down que comecei há muito tempo. Eu & # 8217m até o dedo do pé na última meia, e então posso bloqueá-los! (Juntando-se à Ginny & # 8217s Yarn Along. Estes são fios 100% lã que minha cunhada me deu há algum tempo. Eles são sobras de outro projeto que ela deu, então eu & # 8217 não tenho certeza da marca.)

Enquanto eu estou tricotando esta manhã, George tem alternado entre trabalhar em um quebra-cabeça e brincar com itens na prateleira natural. Ele adora olhar as ágatas e cascas de lapa que coletamos na praia no mês passado e acrescentou algumas avelãs do quintal.

Parece que em todos os lugares que você olha na cozinha, há nêsperas espalhadas. As crianças e eu continuamos a trazê-los enquanto eles caem da árvore. Eles precisam ficar no balcão por algumas semanas para amolecer e ser comestíveis. Mal posso esperar para comê-los: para mim, eles têm um gosto intenso de outono. (Veja meu novo vídeo sobre como cultivar e comer medlars aqui.)

Este fim de semana está repleto de derby. I & # 8217m arbitrando quatro lutas, em três dias, bem como alguns jogos amistosos. Mas no próximo fim de semana, vou tirar o fim de semana de folga para trabalhar na limpeza do jardim de outono e na transição de parte do jardim da frente de anuais para perenes. O plano é adicionar duas novas árvores de mamão, outra romã e um caqui & # 8220Nikita & # 8217s Gift & # 8221 entre os arbustos e plantas perenes herbáceas que estabeleci nos últimos dois anos. Encontrar o equilíbrio entre a vida e a derby é difícil para mim, especialmente porque o outono no jardim ainda é uma época agitada, mas estou ansioso por um fim de semana derby louco começando hoje e um fim de semana de permacultura no próximo fim de semana.

Fig + 3 receita de compota de cítrico

O verão seco e o outono ameno aqui no Oregon produziram uma surpresa agradável: a safra principal de figos de Negronne amadureceu! Em nosso clima frio, os únicos figos adequados para crescer são aqueles que produzem uma deliciosa breba (primeira safra). Muitos figos produzem figos pequenos e farinhentos que não são doces e não valem a pena comer. Algumas variedades & # 8211 como meus figos Desert King e Negronne & # 8211 são apreciadas por seus figos breba doces e abundantes. Na maioria dos anos, o clima fica frio demais para que a última safra principal de figos amadureça. No entanto, este ano, a safra principal de Negronne & # 8217s vem produzindo cerca de 4,5 kg de figos por semana nas últimas três semanas.

Com a abundância inesperada de figos tão tarde na estação, tenho estado cortando, congelando e preservando, porque não podemos comê-los todos frescos. Os figos verdadeiramente maduros, de sabor mais complexo e desenvolvido, duram apenas alguns dias e devem ser aproveitados rapidamente. Uma maneira de usar uma parte significativa da recompensa é fazer geleia.

Os figos são as frutas mais doces, com uma classificação Brix de 20-30 e raramente tão alta quanto 40. (Uma definição muito grosseira e pouco técnica: Brix é uma medida do teor de açúcar, com 1 Brix = aproximadamente 1-2% de açúcar por volume ) Eles não têm ácido e podem ser enjoativamente doces. Acho a geléia de figo simples quase irresistivelmente doce e gosto de comê-la com queijo salgado para cortar a doçura.

Outra opção é adicionar um ingrediente altamente ácido à geléia de figo, de modo que seu picante corte a doçura intensa da fruta. Eu fiz geléia de figo e vinagre balsâmico e apreciei muito isso & # 8211, especialmente com sorvete. O sabor é sofisticado e refrescante, mas não particularmente adequado para crianças. Desta vez, eu tinha frutas cítricas na geladeira, e então escolhi isso para o componente ácido da geléia. (Se você gosta de sua geléia bem azeda, fique à vontade para dobrar a polpa e as raspas de limão nesta receita.)

Fig + 3 Compota de Citrinos

4 xícaras de figos frescos finamente picados (eu os corto em 12º)

2 1/2 C de açúcar branco granulado

Opcional: 2 a 3 colheres de sopa de Grand Marnier

  1. Em uma panela grande de fundo grosso, misture os figos picados e o açúcar, mexendo bem. Deixe macerar enquanto prepara os outros ingredientes.
  2. Usando um microplano, raspe o limão, a laranja e uma lima. Esprema o limão. Reserve as raspas.
  3. Remova a casca / miolo da laranja. Separe as frutas e pique-as. Aperte a membrana restante e reserve o suco. Repita com as duas limas. (Suco total reservado = cerca de 3 colheres de sopa)

4. Prepare um banho de água quente e esterilize frascos, tampas e anéis. A receita dá 4-5 meios litros.

5. Aumente o fogo sobre os figos e o açúcar. À medida que aquece, acrescente os ingredientes cítricos e 1/2 colher de chá de sal.

6. Leve a mistura para ferver e cozinhe, mexendo sempre para não queimar. Amasse periodicamente com as costas da colher ou com um espremedor de batatas para quebrar os pedaços de figo. Em 45-60 min, a geléia irá engrossar até a consistência desejada. Lembre-se de que esta é uma geléia antiquada, sem pectina comercial extra, e os figos têm baixo teor de pectina. O cítrico contém pectina e vai fixar a geleia, mas será um pouco mais fino do que compotas com pectina adicionada.

Imediatamente antes de colocar a geléia em potes, misture 2-3 colheres de sopa de Grand Marnier (experimente, se quiser mais, adicione outra colher de sopa) e mexa bem. Deixe cozinhar por 2 minutos. (tenha cuidado, muito álcool vai diluir muito a geleia.)

8. Despeje a geléia pronta em potes esterilizados de meio litro, limpe as bordas, coloque tampas e anéis e processe em banho-maria por 10 minutos. A geléia continuará a engrossar na jarra nas próximas 24 horas.

Receita de manteiga de pêra-marmelo

Ontem passei a manhã fazendo manteiga de marmelo de pêra. É uma variação da tradicional manteiga de maçã porque estou usando os ingredientes que tenho em mãos. Tenho marmeleiros em abundância no jardim e os frutos estão começando a amadurecer. Eu também tenho uma cesta cheia de peras agora & # 8211 algumas de nossa pereira Seckel, mas a maioria das garotas pegou em Hood River no fim de semana passado.

Eu faço membrillo de marmelo todos os anos, e também Manteiga de Caramelo-Spice Pera (desculpe, a receita é ultrassecreta!), Mas com a quantidade de ambos na minha cozinha agora, pensei em tentar misturá-los. Estou muito feliz com o resultado. Aqui está minha receita:

Manteiga de pêra e marmelo condimentada

10 peras (usei uma mistura de Comice, Seckel, Barlett e Red Anjou)

  1. Lave a fruta, descasque e retire o caroço. Corte o marmelo em 16º e a pera em 8º (os marmelos são mais duros e demoram mais para cozinhar, cortá-los em pedaços menores garante que cozinharão na mesma proporção).
  2. Em uma panela grande de fundo pesado ou no Forno Holandês, adicione as frutas picadas e a água. Cubra e cozinhe em fogo médio até que todas as frutas estejam macias (cerca de 30 min).
  3. Depois que a fruta estiver macia, retire a tampa e reduza a cabeça. Aqui você tem duas opções: para uma manteiga supermacia, processe as frutas em uma fábrica de alimentos. Para uma manteiga mais rústica, amasse bem com um espremedor de batatas. Meça a polpa. Você deve ter 8 xícaras.

No sentido horário, da extrema esquerda: sal, canela, pimenta da Jamaica, cravo, gengibre.

Manteiga cozida na metade

Fora das agulhas e # 8230 azuis claros.

Fio debulhado e padrões fáceis = dois xales acabados.

Acho que esse fio é alpaca. São dois tons feitos em listras para obter o suficiente para fazer um xale. O tricô é fácil, sem sentido, meditativo.

Este fio é uma mistura de lã / alpaca. Xale simples em forma de leque. Gostaria que houvesse mais para fazer um xale maior. Estou quase terminando com um xale outonal maior em marrom penteado e roxo com uma borda em leque de penas e postarei fotos quando terminar (talvez na próxima semana?)

Este é um presente de aniversário para minha mãe na próxima semana (Shh! Não diga!). Eu costumava não gostar de padrões de penas e leques e preferia rendas mais delicadas e intrincadas. Mas, com quatro crianças ocupadas e precisando deixar meu trabalho de lado com frequência, aprendi a apreciar um padrão simples e previsível.

I & # 8217estarei em Salem amanhã refazendo uma luta derby, mas estarei de volta no domingo com uma nova receita.

Bênçãos no seu fim de semana!

Receita de Torta de Cantarela e Gruyere

Eu fiz esta torta de chanterelle e gruyere algumas vezes nas últimas semanas. É rápido e fácil e usa ingredientes que eu tinha à mão na despensa e no jardim. Leva apenas alguns minutos para montar e é embalado com sabor outonal. Se os cogumelos chanterelles não estiverem na estação, você pode substituí-los por qualquer cogumelo fresco e carnudo, em fatias finas.

Torta de chanterelle e gruyere

1 peça de massa folhada comprada em loja, descongelada na geladeira

Um copo de chanterelles, fatiado em fatias finas

Quatro pedaços de couve encaracolada, caules removidos e rasgados em pedaços de uma polegada

1 ovo batido com 1 colher de sopa de creme de leite

1) Pré-aqueça o forno a 375 F. Abra a massa. Forre uma forma de rolo de gelatina com papel manteiga e coloque a massa por cima. Pincele as bordas da massa com a mistura para lavagem de ovos e dobre cerca de 1/2 polegada. Pressione com um garfo para selar e frisar as bordas. Adicione mais lavagem de ovos na borda externa frisada. Return to the fridge to chill for 10-15 minutes if the pastry has warmed too much during this time.

2) Carefully spread the chevre across the bottom of the pastry. Sprinkle with half the shredded gruyere, the mushrooms, and the kale. Top with remaining gruyere. Drizzle with balsamic vinegar and olive oil, then sprinkle lightly with pink salt and liberally with cracked black pepper.

3) Bake at 375 for 15-18 minutes or until crust is browning. Place under the broiler for 2-3 minutes or until cheese is bubbling and turning golden. Remove from oven and immediately place on a wire cooling rack.

Cut into 16 pieces. Sirva morno ou em temperatura ambiente. Aproveitar!

End of Summer Salad

A friend from derby is recovering from a broken leg and I’m taking her tomato bisque and homemade bread for dinner and needed a salad for the side dish. The garden is bursting with tomatoes and peppers, the mint has spread everywhere, and the fall curly kale is ready to start harvesting. I have a big block of feta in my fridge and a lot of Israeli couscous in my pantry. And thus, this salad came together.

(Note: The recipe serves four, but some of the quantities look large in the photos because I made a quadruple batch to share with my parents and so our family could have some for dinner, too.)

End of Summer Israeli Couscous Salad

2 cups Israeli couscous (sometimes sold as “pearl couscous”)

2 tsp salt (I prefer pink Himalayan)

1 1/2 Tbsp extra virgin olive oil

2 C chopped tomatoes (I used a mix of cherry and beefsteak tomatoes)

1/2 C finely chopped sweet peppers (I used pimiento and part of a yellow bell pepper)

1/4 sweet onion, very finely chopped

2 large pieces curly Scotch kale, washed, ribs removed, and chopped

2 tsp fresh mint, cut in a fine chiffonade

1/8 tsp cracked black pepper

  1. In a medium saucepan, bring the water and salt to a boil. Add the couscous, cover and cook for 8-10 minutes or until couscous is tender and cooked through. Remove from heat, remove lid, toss gently with the olive oil, and allow to cool to room temperature.

2. In a large bowl, combine all chopped veggies, mint, pepper, vinegar, and feta and gently toss.

3. Gently fold the cooled couscous into the bowl of veggies. Add salt and additional pepper to taste. Garnish with sprigs of mint, and serve at room temperature or chilled – your choice. Aproveitar!

Returning

I’ve always been a sporadic blogger. Honestly, the last several months, it’s been easier to Instagram. After a long, unintended blog break full of

the change of the seasons always draws me back here. I have recipes and knitting patterns in the works, and hope to be back to blogging on a semi-regular basis…for a while at least…until derby and work and unschool life with four kids gets overwhelming again.

Blessings on this tail end of summer. Back tomorrow with a recipe to share.

Chai-Spice Oatmeal Muffin Recipe

My youngest child, George, loves muffins. Several mornings a week, he requests muffins for breakfast. And he wants variety. Sometimes I make banana-tahini muffins, sometimes blueberry with streusel topping, sometimes molasses spice muffins. Thanks to G’s desire to be surprised with new types of muffins, I am always working up new recipes.

We have a lot of chai tea mix leftover from the holidays, so I have been working up a recipe for Chai-spice muffins. Our chai mix contains powdered milk, black tea, sugar, cinnamon, clove, cardamon, anise, and ginger. Over the past week I’ve baked several revisions and the kids gave me their honest feedback of every attempt. Here’s the winner:

George’s Chai-Spice Applesauce-Oatmeal Muffins

1 1/2 C old-fashioned oats, uncooked

3/4 C spelt flour (you can substitute whole wheat)

1 C applesauce (unsweetened)

3/4 C firmly-packed dark brown sugar

3 Tbsp oil (I use hazelnut, but you can use vegetable)

3/4 C chopped dark chocolate or chocolate chips

Optional: sprinkle tops of the muffins with brown sugar before baking.

1)Preheat oven to 400 F. In a large bowl sift together dry ingredients

2)In a separate bowl, whisk together applesauce, brown sugar, milk, egg, and oil.

3)Fold wet ingredients into dry until just combined, then fold in chopped chocolate. Be careful not to overmix.

4)Fill lined muffin tins with batter. Tins will be nearly full to the top. Sprinkle with brown sugar if desired.

5)Bake at 400 F for 22-24 min, rotating halfway through. Let muffins rest for 5 min before removing from pan and cooling completely on a rack. Makes 12 muffins.

I am behind on my blogging, but it has been for good reason (and for once, that reason isn’t roller derby!). I’ve joined the blogging/writing team at Azure Standard, and have been busy working on my first two pieces. Keep an eye out for my posts in Azure’s new Healthy Living blog. I’ll be writing about gardening, permaculture, beekeeping, poultry keeping, and sharing LOTS of my original, healthy recipes.

January Garden Slumber

This is what gardening looks like in Western Oregon in January.

I’m trying to finish shoveling a giant pile of mulch off my driveway. I’m down the last couple of yards, and even though it was 38 degrees and raining out, today was the day when I had room in my schedule to work on it. So, I got to work.

Most of the garden is asleep in January, but I still make the rounds of all my perennials every week to check on them. Each one gets a visual inspection for weather/rodent damage, disease, state of dormancy, etc.

The Goumi berry (Eleagnus multiflora) (left) and Sea Buckthorn (Hippophae rhamnoides) (right) plants may lose their leaves in winter, but they still provide visual interest with upright shape and scores of thorns. The Goumi’s thorns are only on younger growth, but their downward hook means it is easy to snag a hole in your pants as you walk by. Sea Buckthorns are notorious for their spines, but I grow Siberian varieties, which are less thorny than their German cousins. Both species are nitrogen fixers and produce their own nutritious tasty fruits, but their spikey nature means I have planted them on the perimeter of the garden – near enough to the pome fruits to provide nitrogen-fixing benefits, and where their own berries can be easily reached but not where kids will fall into them, or clothes become easily snagged on the spines.

Walking around today, I noticed that one of the rhubarbs in a particularly warm and sheltered spot has emerged early from dormancy. The new leaves are always a vibrant blend of fuschia and chartreuse, with salmon and tangerine overtones. Simply beautiful.

The rhubarb divisions potted up for our upcoming spring plant sale are all still dormant, but I can spy one in the upper right trying to wake up.

The backyard isn’t much to behold this time of year. One can hardly tell there is an orchard along the U-shaped perimeter of the yard – it all blends in to the fencing with the leaves and fruit absent. The rain garden in the foreground doesn’t impress much at the moment, either. But soon sleeping herbaceous perennials and spring bulbs will start to stir from their slumber.

For the time being, the ducks have the run of the place -the rain keeps the chickens hiding much of the time, and the ducks follow me around as I take care of morning chores, although here they’re happily preening in the rain garden, in the midst of a downpour. Always in their element in wet weather, the ducks.

Working outside every day in winter weather has taken a toll on my hands. Every time I come in, my knuckles seem to be cracked and bleeding. Potting up dormant berry bushes for the spring plant sale, in particular, has been really rough on them.

Because being out in wet, windy, cold weather so much was damaging my hands – and because my dad, a hobby woodworker, was experiencing similarly cracked and banged-up hands – I made up a special batch of lanolin-rich hand salve.

Lanolin is the waxy oil from sheep’s wool – because it is washed from the wool after shearing, and no sheep are harmed in production, it is a vegetarian (not vegan) product. But because it is also an animal fat, made to keep skin & wool healthy out in the elements, lanolin is the perfect choice to use on hands that spend many hours outdoors or in rough working conditions.

Combined together with beeswax, lanolin makes a water-resistant coating against rain and wind. And because lanolin is readily absorbed into the skin, it helps to heal and moisturize severely dry skin as it protects.

I’ll be back later in the week with more from the garden – evergreen plants that provide winter interest now – and nutritious fruit come summer!

If you’d like to order some of this batch of salve, you can find it here.

Little Quilt for Lucky Lola

My dear friend, Trish, from Lucky Lola Studios asked me to make her a little quilt she could use for newborn portraits. Something pastel and gender neutral. My local thrift store is the perfect place to pick up bags of scrap fabric for .50-$2. It’s often vintage or good quality quilting remnants from Fabric Depot. If you’ve got a use for little bits of this and that all the way up to fat-quarter sized pieces, their grab-bags can be a good deal.

A while back, I found a bag that was all 5࡫ or smaller pieces or strips of Depression-Era reproduction fabric. Most of the pieces were 2 inches or smaller, but some were long strips. I’d been holding it back for the perfect project, and it seemed like just enough to fulfill Trish’s request.

My favorite pieces were these teacup prints! Just enough to cobble together eight squares for the main blocks.

Since we’re on the subject of handwork, I wanted to share these books my sister-in-law got us for Christmas. All of the scenes are made from felted wool! The kids and I have loved looking through them and Ruth has been researching more about how to make felt figures with wire frames underneath.

I finished the quilt with some machine quilting and used some vintage thrift store fabric for the back and thrifted bias tape for the binding. Looking forward to getting it off in the mail this weekend!

January Nature Table

Now that the holidays are over, the kids helped switch the Nature shelf over from “Christmas” to “Late Winter”. With the change of the seasons, I bring out new objects and the children choose which ones to put up.

These little hand-carved camels were a gift from the girls’ preschool teacher, and we cherish them. They live in the tea cupboard with our best teacups, but George insisted we put them up on the nature shelf, along with a handmade cup his cousins gave to us last year. We weren’t quite sure how it matched the theme of the season, but there’s not arguing with a four year-old.

We try to include seasonal objects from nature, but in January, most things are dormant…So putting our Living Stones (which don’t receive water all winter long) seemed like an appropriate addition.

Most of our collection of South African succulents are of the genus Lithops, but two are Pleiospilos, including the one above. They start to look shriveled and a little worse for wear toward the end of winter, but they live in a climate where they receive less than 3 inches of rain per year.

The rest of the time, they are conserving water in their tiny fleshy leaves. Over-watering can kill them, because they lack stomata like other plants – they will drink and drink and drink water until they burst and die, so they only receive a small amount of water during certain phases of their life cycle. You can see from the Lithops above, why they are called “Living Stones”. Aren’t they fascinating?

Hal chose a squirrel jaw and a turtle jaw for the table. To him, they represented “the harshness of winter for wildlife”. I recently found a handmade pineneedle basket at the thrift stire, and it serves as a stand for his contribution.

If you’re interested in keeping Lithops as houseplants, you can order them from Living Stones Nursery in Arizona. Lithops can be fussy as houseplants, but once you learn about their soil needs and their life cycle (they have lovely flowers!) – and as long as you do not overwater them – they make fascinating plants to keep in your home.

What do you have up on your Nature Table or Nature Shelf in late winter? The kid and I always love to see what other families are gathering for their tables.

Snow Day Knitting

Joining Small Things for the Yarn Along today. We’ve had what my eldest calls “knitting weather” the last few days – it’s been icy, and you just want to hide under a blanket and knit, knit, knit.

The last few days we’ve had snow, followed by ice and more ice which made the roads undriveable. The kids initially did a lot of sledding and playing outside until the falling snow turned to ice and everything became a dangerously slippery mess.

The backyard garden isn’t much to look at, but I put out some seed for the birds and within minutes a flock of Dark-eyed Juncos had landed to fill their bellies.

The chickens hid inside their coop most of the day, but the ducks seemed to really enjoy the snow. Even when the weather turned to freezing rain and their feathers were coated in ice, they stayed outside, looking contented.

Much like the chickens, I spent the bulk of my time staying out of the weather. Afterall, it was “knitting weather”.

I finished knitting a few pairs of mitts, women’s S/M for my Etsy Store.

At the cuff, they will get needle-felted designs, but I’m still working out exactly how I’ll decorate them. If you have suggestions, I’d love to hear them!

Back tomorrow with more crafting from winter break.

Apple Cider Vinegar Caramels Recipe

I’ve always loved making candies at the holidays – particularly nut brittles and toffees. This year, I’m trying something different. And I have the Portland Village School to thank for the inspiration: Earlier this month, I had a table at that school’s craft fair. During the last hour, the volunteers brought each of us vendors a couple of apple cider vinegar caramels to help us get through the last bit of the afternoon. The caramels were delicious, and I loved how the ACV cut the sweetness of the soft, rich caramel. So, I set out to come up with my own version to make for gifts this year.

Angela’s ACV Caramels (with Pink Himalayan Salt)

-4 Tbsp raw apple cider vinegar (you can use Bragg’s or homemade) (Note: when making this recipe for myself, I prefer a stronger ACV flavor, and use 6 Tbsp of vinegar)

NOTES ON SAFETY: Candy-making involves boiling sugar, and can be dangerous and cause serious burns, so work carefully. Always work with a bowl of ice water nearby in case boiling sugar splashes on your skin. Also, as the caramel boils, it will bubble and foam up quite high in the pan – make sure your saucepan is deep enough to prevent the boiling sugar mixture from overflowing.

1)Line an 8࡮ square pan with parchment paper, and butter the parchment.

2)In a saucepan on medium heat, add the apple cider vinegar and simmer until vinegar has reduced by half

3)When vinegar has reduced, add the sugars, heavy cream and sea salt to the saucepan. Continue to cook on medium, and add a candy thermometer to the pan.

4)Cook, scraping down the sides now and then, until the mixture reaches 240 F. This will take several minutes, and the boiling mixture will foam and rise up quite a bit – if it approaches the top of the pot, stir it back down.

5) When the caramel reaches 240 F, immediately remove from the heat and carefully stir in the vanilla extract. Quickly pour into the parchment-lined pan.

6)Let pan of caramel sit on the counter for 2-3 minutes and then sprinkle with desired amount of pink Himalayan salt. Transfer pan to the refrigerator for a few hours until caramel is set.

7) To cut the caramel: Turn caramel out onto a lightly buttered cutting board. Coat both sides of your knife blade thinly with butter. Cut into squares. If you find the caramel is tearing or sticking instead of cutting, re-apply butter to the knife.

8)

Place each square in a rectangle of wax paper and twist ends to close. Store caramels in the fridge and eat within 2 weeks.

Recipe Variation: Omit apple cider vinegar. Heat caramel mixture to 245 F, remove from eat and add vanilla extract to the caramel, also add 2-3 Tbsp whiskey (be careful, the alcohol will boil immediately when it contacts the hot caramel). All other directions are the same.

Recipe © 2015, Angela Baker. Please don’t reprint or use photos without permission. Obrigado.


MEN ’S AND WOMEN ’S CLOTHING

With a swarm of good-looking men and women mingling about Lizard Lounge’s swank living room furniture, logging onto iMac stations, playing ping-pong, and pondering the portraits on the walls shot by local photographers, it’s easy to confuse this hybrid lounge-boutique with a permanent First Thursday bash. But if you’re on the prowl for cool duds, join the party. Inside you’ll find racks lined with urban streetwear that manages to bridge the tricky gap between apparel that’s appropriate for 9-to-5ers as well as Friday-night revelers. With more than 40 sportswear and accessory brands on-site for both sexes—including the shop’s own Horny Toad Activewear, which recently acquired the struggling Portland-based outerwear company Nau—there’s plenty to choose from. And the knowledgeable (and just-helpful-enough) staff is ready and willing to wax poetic about nearly anything, including the durability of that messenger bag made from recycled truck tarps or whether that polka-dot shift is a little too short for the office.

MUSICAL INSTRUMENTS

Many music shops are full of pushy staff salivating over commission checks. And even if you’ve explained to them that your guitar-picking prowess goes only as far as a poorly executed version of “Night Moves,” they’ll still strong-arm you into plugging in a $1,499 goldtop Les Paul guitar and an $800 Marshall amp. (“This setup rules. Just ask Jimmy Page!”) The vibe at Trade Up Music is different. Friendly (and intelligent) employees still want to sell you something, of course, but not anything you don’t need. And while used equipment here is typically refurbished with up-to-date components, it still comes with secondhand-size price tags, so you won’t need to take out a bank loan to land a banjo that twangs just right. But if you’ve got to have the most primo gear money can buy, there’s an ever-rotating selection of classic Fender Telecasters and vintage Rickenbackers that, yep, even Jimmy Page would kill for.

SHOES

How did this out-of-the-way shop manage to make our list two years running? Dedication. Halo owner Nathan Newell personally trots the globe in search of stunning footwear crafted by true artisans. The result is a prized, if modest, collection that we’d be willing to bet is the best in the entire state. (Seriously. A woman in Iceland recently called Halo in search of a pair of Vialis, which Newell had brought in from Spain.) And when you step inside to visit, that whiff of supple imported leather tickles your nostrils and says to your brain: Your quest will be rewarded. It also says, Get out your Gold Card. (Gadzooks, style ain’t cheap!) But even if you’ve stapled your wallet shut, once you slip on a pair of Dries Van Noten’s yellow high-heeled sandals—with their knotted silk detailing and oh-so-cute ankle straps—you’ll rip it open. Devilishly divine and one of a kind, they’re also tããão comfortable. What’s a girl to do but pony up the plastic and then go trotting out the door a friskier, happier woman?

DESIGN STORE

There’s no apparent rhyme or reason as to why certain merchandise graces the shelves of this quaint-meets-hip curiosity shop—it’s a mélange of old and new, novelties and elementals, utility and whimsy. In one corner there’s a pink, retro refrigerator in the other, a delicate Japanese tea set painted with bamboo shoots and snowy Mount Fuji. Heavy-duty Smith Corona typewriters sit near elegant necklaces from a local silversmith and three-dimensional paintings by local artist Brenda Rose. Work your way around the eclectic space and you’ll discover handwritten notes from owner Stephanie Sheldon, in which she lovingly explains why she was attracted to a certain something and offers creative suggestions for how you can incorporate it into your own space. (And she’s right, those antique brass perfume dispensers do make great pencil holders!) It’s then you realize that Noun isn’t just a place for things, it’s a source of inspiration.

A room of their own, an indoor playground, a garden of knowledge… growing up the right way

BEST STORYTELLER

Andrea Milano
Youth librarian, Hollywood Library

For someone who’s accustomed to using chin-scratching phrases like “dialogic reading,” Multnomah County librarian Andrea Milano certainly has a way with kids. Not that she’d utter such terms to the doting mob of 2-year-olds who—with parents in tow—flock to the Hollywood Library for her weekly Toddler Time reading sessions. “It’s a fine line I walk,” Milano says. “I want to teach kids and parents, but it can’t seem educational.” Evidently she walks it well: This year Milano became Portland’s first public librarian to be given the International Reading Association’s prestigious Celebrate Literacy Award. No doubt her energetic story times (she acts out all the characters and conducts sing-alongs) helped win her an honor traditionally reserved for classroom teachers. And her dedication doesn’t end there: Milano visits students at local schools to discuss the latest children’s books, and organizes open houses to let local reading teachers network. It was a simple phone call, however, that impressed Joyce Iliff, a third-grade teacher at Beverly Cleary-Fernwood Site Elementary, who nominated Milano for the award. “I’ve taught for 26 years,” Iliff says. “Andrea is the only librarian who’s ever called asking about my students’ reading homework. That’s above and beyond.” We’re betting it didn’t hurt that Milano also can belt out “The Hokey Pokey” like nobody’s business.

PROM DRESS SHOP

Sure, financial advisors routinely hawk college-savings plans to parents, but they ought to consider tossing in a plan for daughters’ proms, too. Given the cost of professional hair and makeup, not to mention teeth whitening (and can’t they get a mani-pedi too?), your daughter’s dreamy prom—which today requires mind-boggling amounts of cash—also comes with sticker shock. At least a trip to Seams to Fit lets you buckle down in the dress department. The ultra-hip consignment shop traffics in a slew of like-new designer dresses and accessories, by the likes of Prada and Chanel, that are still plenty fabulous—every item is less than two years old—and that can be had on the cheap. A shimmering BCBG dress and goddesslike gold Coach sandals for $150? Now that’s a prom night for tu lembrar.

KIDS’ FURNITURE

Goodnight Room’s goal is to be there for you as your child grows—from swaddling age on up to those fleeting preteen years. OK, the store’s mission oozes more sap than a Hallmark Hall of Fame special. But Goodnight Room lives up to every last word of it—at least when it comes to outfitting a Portland tot’s personal abode. Maybe Jimmy finally got his own room and he needs a bigger bed or the twins need to share one space, which means you need bunks or your 9-year-old wants a “grown-up” desk for his iMac. Goodnight Room stocks wares from 10 different furniture makers, including four-in-one cribs from Bonavita (a Consumer Digest best buy), which convert from a crib to a toddler bed to a daybed or twin bed. Sleek, modern desks and bed frames from AP Industries will appeal to older children. And if you’re having trouble figuring out whether all this stuff will actually fit in your child’s room? Plop yourself down at the nifty in-house computerized design center and dream away. Even better, have your son or daughter do the designing themselves.

KIDS’ WORKOUT

There’s really no better spot for your little ones to, quite literally, harness their penchant for climbing, given Portland Rock Gym’s safe and supportive environment—cushy mats, plenty of protective gear, and expert instructors will ease parental worries. Yes, rock climbing demands some physical bravado, but masterminding how best to slither over a hanging wall of rock while dangling from a rope 40 feet in the air teaches kids to problem-solve and develops their self-confidence. Plus, it’s a blast! So while your child is having the time of her life at the gym’s four-day summer camp, or at its after-school program (which runs once or twice a week), you get to sit back and enjoy the fact that she’s amassing a crucial set of social skills. Or you could just be happy that your 10-year-olds will be worn out when they get home, and your only job will be to tuck them into bed.

EDUCATIONAL PROGRAM

This program offered to Portland elementary schools introduces topics like the importance of local farming and healthy ecosystems—not with snoozy lectures, but by getting the kids out of the classroom and onto Sauvie Island. They’ll tour Sauvie Island Organics to learn about the differences between fruits and vegetables while tasting carrots plucked straight from the ground. They’ll plant cucumbers in soil that came from a compost pile teeming with earthworms. And as they explore nearby 120-acre Howell Territorial Park, they’ll even study food chains, avian predators, and the like by examining owl pellets and discussing what the bird ate for lunch. “Kids aren’t grossed out by this stuff,” notes Jill Kuehler, the center’s director. “They’re fascinated by it.” Kuehler has a point: Regional elementary schools like James John, Aster, and Sitton have requested to attend tours for three years running, and the center has hosted more than 500 kids this year alone.

KIDS’ SHOE STORE

If the down-home brick storefront—complete with quirky purple-and-yellow awning—doesn’t put a smile on your face while you search for your child’s next pair of puddle-jumping, tree-climbing, run-everywhere kicks, then the dedicated staff inside Haggis McBaggis will. Whether through some kind of Jedi mind trick, or the simple fact that they’ve been selling footwear exclusively to kids for eight years, the folks here can fool any tyke into having fun while trying on shoes. The selection helps, too. The store stocks more than 20 brands, including popular European labels like Naturino and Primigi, as well eco-friendly sneakers from Simple. Meaning they’ve surely got something your 7-year-old can’t wait to run around in. And should the apple of your eye have wide feet or narrow arches? Sem problemas. Haggis McBaggis also has shoes for hard-to-fit feet, and the knowledgeable staff can find the Keens that won’t squeeze toes—or the ones that’ll still fit six months from now.


Thursday, 16 December 2010

Dream Dress: Dorothy Perkins Spotty Stripe Dress


Spots or stripes? Spots or stripes? I can't decide. I flit between the two, which means that anything in my wardrobe is a huge pattern-clashy mess. And y'know what? Eu gosto disso. I don't wear patterned things very often, so when I do I want to wear them all.

So basically, I'm smitten with this spotty stripy dress. It's basically everything I want in a pretty frock. It's a cute shape, has all the pattern fun I could ask for, and it's only 㿔 (handy, because I'm pretty sure I've got no money). I doubt I'd like this dress as much if it wasn't for the stripe trim, but it's lovely just as it is. It's from Dorothy Perkins and I'm off to try it on right this second. Might even wear it to our Sluttery Christmas party tonight.

Sluttishly Easy: Potato Dauphinoise

Let me tell you a little secret, dauphinoise potatoes are actually one of my very favourite things about christmas dinner.
  • 1kg waxy potatoes, thinly sliced
  • 500ml de creme duplo
  • 150ml sour cream
  • 200ml full fat milk
  • 2 cloves of garlic, crushed
  • Fresh thyme
  • Knob of butter
  • Sal e pimenta

Cool for kids (and grown-ups too!): Penguin children's classics

If you have a think about your favourite books, chances are that a children's book will be in your all-time top five, if not number one. The old favourite that you read and read and read again until its spine starting falling apart. A handful of those kid's classics have been given the deluxe treatment by Penguin with typically swoon-worthy results. They're perfect gifts for a son, daughter, niece or nephew - or a bosom friend or kindred spirit.

Here's the version of Peter Pan which captures perfectly the novel's dream world - full of mystery and adventure. Pleasingly there are no naff crocodiles (or Bob Hoskins) in sight.

I wasn't a horse-crazy girl but if you were you probably loved Black Beauty. And if you did, this edition deserves to be clutched closely to your heart.

The classic English tale of Robin Hood has been given a classic design. Love those trees and those stags.

The only disappointment in the group is in the very girlie treatment of Anne of Green Gables, which is probably my favourite novel of the bunch. There are bows and cakes and lots of pink when there should be clapboard houses, (broken) chalk slates and 'raspberry cordial'. Humph.

That geeky grumble aside, the selection of books is great. There's also The Adventures of Huckleberry Finn, The Secret Garden and The Wind in the Willows available meaning every childhood taste and grown-up nostalgia is catered for. And reasonably priced too for certified classics: all the books cost 㾸.99 each and you can buy them at Anthropologie.

Vencer! ALL of our Christmas presents!


On the 12th day of Christmas, Domestic Sluttery gave to me. ALL of their super pretty Christmas presents!

Yay! It's the big day! We've been so excited about the build up to this giveaway. Didn't get to win your favourite prize earlier this week? Not got your tree up yet? Then you've got a chance to win EVERYTHING that we've given away over the last couple of weeks. And case you were wondering what all that everything included.

A cushion from Hunkydory Home, a decorated Christmas tree from Debenhams, awesome Lisa Stickley goodies, a papercut from Mr. Yen, cognac glasses from Bodie & Fou, a Fever dress from Aspire Style, a hamper from Unearthed food, a tea set from Dutch by Design, a Philips wake-up light, a case of Naked Wine, AND goodies from the V&A!

That is a whole lotta stuff. It's worth about 𧽂 altogether so it's our biggest giveaway EVER. What can you do to enter? Just leave a comment below telling us how you're spending Christmas . Want another couple on entries? You can also 'like' and leave a comment on our Facebook page entry or you can RT about this competition on Twitter . Or, if you really really want to win, do all three!

As it's a super special prize (and we'll be tipsy at our Christmas party) you've got until Midnight to enter. Then we'll pick a winner at random and announce tomorrow! So excited about doing that, so hurry up and enter to make sure you're in with a chance!

Boa sorte a todos! And merry Christmas!

Oh look, it's the small print. The competition will close at Midnight (GMT) December 16th. You must be UK based AND leave a name with your comment so that we know who you are! If you're anon your entry won't count and if you enter more than once, we'll discount all of your entries (yes, we do check). We're not allowed to enter our own competitions, but Siany is looking forward to going home to the countryside so she can have tipsy snowball fights with her mum on Christmas eve.


Knitting and bananas

Well my head is no longer smarting from the bang I got earlier in the week. Both children are back in school. One is twenty, the other sixteen. They require little of me to get them back in the swing of things. I do a little laundry, and they go about their business. It is September, that lovely month when we savour routine. Last night I baked a chicken. The house was damp and cold. I stuffed it with Quinoa, onion, feta , cranberries and celery. Then I made these quinoa and chick pea burgers, thinking I would have lots of food around for my family and friends that come and go.

With in minutes, my daughter walked in with three from her soccer team after soccer try outs. We devoured it all happily. After supper I showed the girls a great trick. It is this:

If you take a Kraft Caramel, and put it in your mouth with a few salted peanuts you have salted caramel, and it is really good. I went for a walk and they finished the bag of caramels and put a dent in the peanuts. I love feeding them it is a pleasure. Especially when I have good trick pony like that to show them. Who needs dessert when you are smart.

Like my daughter, she just melts some peanut butter and chocolate chips together and eats it. Who needs to make a pan of squares when you got that trick.

Salted peanuts are also good on ice cream. I just wanted you to know that in case you ever needed it. Particularly good on maple walnut ice cream.

Ice cream is a great staple. Like you can just fry a banana in butter, throw on some pecans and maple syrup , put it over ice cream, and pretend you are in a restaurant. You can even go out and leave the dishes in the sink, and maybe someone will do them while you are out. Let me know how that goes.

So then, after they ate us out of house and home, which truthfully, I love, I made a Chicken Soup, the first soup of the fall.

The evening was cold so I even shut the studio windows that remain open til October usually.

I love the chill of the fall. You get to wear your sweaters. You get to wear your scarves. I wore my second knitted scarf to work today. The first one has to be unravelled. The third one is on round needles and is coming along nicely.

Did you know you can get real whipped cream in a can? It comes out in a nice swirl.

Is it really real I wonder ? This week I am going to buy a can, and I am going to show the soccer girls my fried banana trick, and I am going to embellish it with the cream. Fried bananas are not very pretty.

Sweaters and ice cream, I have to tie this post together, and the thing they have in common, is well, they both can sometimes benefit from a little embellishment, or of course some times each are perfectly good on their own. How was that?

A stretch? Sweaters are stretchy but not bananas.

Perhaps you have had enough of this. I’ll stop now and let you get back to your handwork.

Please Share:

Assim:


Go Nanas Banana Bread Mix Review

February 20, 2021 BY That Vegan Life Doe - 0 COMMENTS

So, if you know me, you know that I do all of my shopping these days from Instagram ads and TikTok. Well, this review is for a product I found on TikTok because – let’s be real- I’m a hoe for TikTok. Speaking of TikTok, if you aren’t following my sister and I yet, check us out! Our TT handle is @cohen_twins. We just posted a veganized version of Gigi Hadid’s Tik Tok pasta and we post other vegan toks all the time!

Ok, enough self-promotion, we’re here to talk about banana bread, right? So, Go Nanas is a female-created small business that specializes in all kinds of vegan, gluten-free, nut-free, banana bread mixes, with flavors including chocolate chip, classic, pumpkin spice, crackly banana bread (IDK what this is, but sounds dank!!), and they even have a cookbook!

All you have to do is add a few bananas, some milk, some maple syrup, and some oil into the mix, and VOILA! You have yourself the.


Assista o vídeo: Chai Tea Latte #Shorts #Indian #Masala #Chai (Dezembro 2021).